Sabe aquele dia que o peixe tá encolhido, manheiro, que nada, ou muito pouca coisa acontece em termos de ação nas nossas artificiais de superfície, e que mesmo após tentarmos na meia água todas as variações possíveis e imagináveis para ver se melhoramos nossa pescaria, não obtemos resultado? Muitas vezes uma situação atípica em função de águas mais frias, de alteração na turbidez, ou algum outro fator natural. Outras vezes, no entanto, tal condição de pesca se dá a uma questão meramente comportamental dos peixes.

“Uma dica para trabalhar o crank é um recolhimento lento”

Apostarmos em crank baits, fazendo o nosso trabalho descer ao fundo é uma ótima opção para resolvermos essa equação acima descrita. Iscas que possuem uma vibração muito forte, podem, conforme o tamanho da barbela atingir ótimas profundidades, buscando assim os predadores mais de baixo. Uma dica para trabalhar o crank é um recolhimento lento, principalmente nestas situações de mudanças de ação.

Caso a fundura do local ofereça riscos em função da escolha do seu crank, uma forma muito simples de diminuir a possibilidade de trancar no fundo sua isca é manter a vara para cima, e cadenciar o trabalho da isca, sentindo a forma como vem tocando no solo. Boa parte destes modelos de iscas são do tipo floating, com formato gorducho, o que ajuda a desviar os obstáculos do leito, como paus ou pedras.

Uma coisa é certa na inexatidão das situações que encontramos no dia a dia das pescarias: temos que testar todas as possibilidades, até acharmos a forma mais eficaz de atrair nossos predadores. Tente, varie, e você pescará mais. Mas nunca se esqueça do mais importante, devolver o troféu. Guarde apenas fotos e vídeos, e o melhor, a lembrança inesquecível da captura.

 

Texto: Guilherme Monteiro (Colaborador da Revista Pesca & Companhia e Pro Team Pesca Pinheiros)



Já ouviu falar do Clube de Vantagens do Pescador?

Clique aqui e conheça os nossos planos, é imperdível!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *