Salto espetacular de um Dourado. Veja como fisgar peixes predadores!

Um dos momentos na pescaria esportiva que mais descarrega adrenalina em nós pescadores é, sem dúvida alguma, os grandes pulos que alguns peixes predadores dão, principalmente com o intuito de se livrar da isca.

Eu diria que a emoção que um belo salto pode nos trazer é comparável à captura de peixes predadores. Nosso coração quase sai pela boca sempre que o peixe parte para esse malabarismo.

Peixes predadores e acrobatas

Algumas espécies são especialistas em acrobacias: dourados, traíras, trairões, matrinchãs, apapás, aruanãs, tucunarés, robalos e mais tantos outros grandes brigões sempre nos brindam com estas belas cenas.

Precisamos saber curtir esses momentos, pois muitas vezes é a única lembrança que vamos ter daquela briga, e isso pouco importa, pois perder um peixe no pulo pode ser tão bom quanto pegar um. Em pescarias que já estão “resolvidas”, eu confesso que invariavelmente forço a subida dos peixes, a fim de ver algum pulo incrível.

Salto espetacular de um Dourado. Veja como fisgar peixes predadores!

Como garantir o sucesso na fisgada de peixes predadores?

Temos algumas formas de diminuir as perdas durante os saltos dos peixes predadores.

Manter a linha esticada é fundamental, não pode deixar folga, pois facilita a retirada do anzol ou da garatéia.

Uma possibilidade é “quebrarmos” o salto, mantendo a vara para a direção oposta, ou mesmo para baixo, exatamente na hora do salto. Isso desequilibrará o salto e ajudará a manter a linha esticada. Em algumas vezes você conseguirá manter o peixe fisgado, porém existem ocasiões que nada adiantará, e mesmo com o uso destas técnicas quem vai vencer a briga é o peixe. Paciência e segue a pescaria.

Hoje, com o avanço tecnológico das câmeras é mais fácil termos guardados esses registros, as câmeras GoPro são uma ótima opção, tanto para filmar, quanto para fazer fotos dos exuberantes saltos.

Importante lembrarmos que quando estamos embarcados em equipe,  ou mesmo próximos de algum companheiro que está na briga devemos deixar um pouco de lado a pescaria, e fotografar ou filmar o amigo durante a ação. Podemos assim acertar aquela foto num momento mágico que ficará guardado para o resto da vida, eternizando a parceria.

Guilherme Monteiro e peixe dando um pulo.

Independente de mantermos o peixe na linha, ou perdê-lo, o importante é saber curtir esse momento ímpar. O pulo é uma forma espetacular do peixe tentar se livrar, o que torna ainda mais justa essa briga, e esses desafios, quanto maiores, mais emocionantes serão.

Curta esses momentos, registre-os, e que pulem os peixes predadores.

Texto: Guilherme Monteiro (Colaborador da Revista Pesca & Companhia e Pro Team Pesca Pinheiros)

 


Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *