Exemplos de isca artificial espelhados sobre uma pedra.

O ruído provocado pelas esferas dos plugs é um dos grandes atrativos de uma isca artificial para chamar a atenção dos predadores. Em determinadas situações de pesca, porém, o barulho pode estar espantando os peixes ao invés de atraindo-os.

Atenção ao barulho da sua isca artificial

As zaras e sticks são um exemplo de iscas que possuem este atrativo como característica, e podemos também aplicar isto aos poppers e hélices, que provocam um grande estardalhaço na água a fim de atrair a atenção dos peixes.

É preciso estramos atentos à situação, pois existem vezes que os predadores fogem ao invés de serem atraídos e aí é a hora de experimentarmos iscas que não fazem barulho ou, pelo menos, provocam um ruído mais suave.

No trabalho dos plugs podemos regular este detalhe. Nos poppers, por exemplo, ao invés de darmos popadas mais fortes, podemos substituir por toques mais suaves, fazendo levantar menos água.

Existem zaras e sticks que fazem menos ruído e, muitas vezes, estas serão mais apropriadas para o peixe arisco.

É muito comum perceber que o ruído da isca artificial está espantando os peixes, seja pelo período reprodutivo das espécies, seja pela circunstância de água, temperatura ou, ainda, pela alteração da turbidez.

A observação mais uma vez é fundamental para obtenção de um melhor resultado nos pinchos e o pescador deve estar atento durante a pescaria.

A simples troca de algum detalhe vai fazer a diferença, com toques mais curtos ou substituindo por outro tipo de isca menos barulhenta.

Experimente, tente, mude e consiga seu troféu.

Boas fisgadas.

 

Texto: Guilherme Monteiro (Colaborador da Revista Pesca & Companhia e Pro Team Pesca Pinheiros)

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *