Guilherme Monteiro embarcado para pescar e segurando uma tábua de carnes pronta para o churrasco. Confira o especial inverno no blog da Pesca Pinheiros!

O frio chegou de vez e, como já dissemos por aqui, ele não é desculpa para deixar a pescaria de lado. Durante o mês de julho, vamos falar sobre todas as particularidades da pescaria no frio em nosso especial inverno aqui no blog da Pesca.

Engana-se aquele que pensa que os pescadores mais experimentados com o tempo acabam deixando de fazer as pescarias mais comuns, aquelas que temos ao nosso alcance, no quintal de nossa casa, independente da época e circunstância.

Até mesmo o pescador que tem acesso aos points mais top do momento, acostumado a pescar grandes troféus, jamais desprezaria ou deixaria de lado as formas mais simples de se fazer uma bela e divertida pescaria.

 

Boas fisgadas no nosso especial inverno

Com a chegada do inverno ocorre a queda de temperatura, e as atividades dos predadores diminuem, mudando muito o hábito de espécies que são pescáveis com iscas artificiais.

Ainda sim é possível pescar, mesmo que não tenhamos a produtividade de épocas mais abastadas.

Na verdade, isso pouco, ou nada, importa. O que importa de fato é pescar, seja qual circunstância for. Não deixe de tentar as pescarias no inverno, mesmo que não seja a sua modalidade, espécie ou técnica preferida, é melhor pescar do que ficar em casa.

 

Uma primeira dica para pesca no inverno

Aproveite o horário de sol mais forte, entre as 10 horas da manhã e as 16 horas, onde os peixes vão procurar se aquecer e buscar alimento.

Quem pesca embarcado pode aproveitar enquanto molha as iscas e fazer um churrasco, por exemplo, principalmente para quem curte pesca com iscas naturais.

Eu, particularmente, não tenho preconceito com nenhum tipo de pescaria ou modalidade, então pesco o que for possível para o momento e recomendo a todos os amigos: pesquem mais, pesquem de tudo, experimentem outras formas e divirtam-se. Mesmo no frio.

Aproveite as dicas do nosso especial inverno e faça boas fisgadas.

 

Texto: Guilherme Monteiro (Colaborador da Revista Pesca & Companhia e Pro Team Pesca Pinheiros)

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *