Uma das modalidades que tem mais crescido no meio da pesca é o caiaque, sua versatilidade e a intimidade que ele traz ao pescador, num contato mais próximo ao nível da água tem seduzido muitos pescadores a se aventurarem nesta modalidade.

Costumo dizer que o caiaque traz a independência do pescador esportivo, qualquer um pode ir sozinho para qualquer lugar, salvo algumas exceções.

Nunca podemos deixar de observar os riscos da modalidade, é precisão estarmos seguros e conhecermos muito bem onde vamos pescar, pois é mais fácil qualquer tipo de acidentes.

Corricar de caiaque é muito simples e eficaz, já que podemos percorrer maiores distâncias com a isca trabalhando.

Ponha a vara em algum porta varas dianteiro de seu caiaque, e observe a vibração da isca através da ponta da vara. A remada precisa ser em muitos casos bem lenta, a exceção da pesca de dourados e tucunarés, na qual o predador é muito veloz.

Deixe para traz uma boa quantidade de linha, entre 40 a 60 metros é uma boa medida, e o multifilamento será mais eficaz, já que não tem elasticidade, a vibração na vara será maior.

Ao ver a batida do peixe, você ou retira a vara e fisga, ou ainda reme com bastante força para frente, isso fará o trabalho da fisgada, e evitará perder a ação.

A profundidade da isca pode variar conforme o caso, mas em geral não podemos passar muito da meia água, pois assim enroscamos menos, evitando transtornos a bordo da nossa nave.

Aproveite essa dica e experimente no seu caiaque, você irá se surpreender com o resultado.

Texto: Guilherme Monteiro (Colaborador da Revista Pesca & Companhia e Pro Team Pesca Pinheiros)


 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *