Uma dificuldade grande que muitos pescadores, de forma geral tem, é de acertar a fisgada quando do uso das iscas anti-enrosco de borracha, sapos e ratos de superfície.

O sistema destas iscas traz o anzol virado para cima, o que as torna ideais para locais com vegetação, pois não vão trancar nem enroscar em função disto. Porém da mesma forma que a isca é eficiente para passar por estas estruturas, ela dificulta a fisgada, principalmente para quem esta acostumado a trabalhar plugs com garatéias.

É preciso deixar acomodar na boca do predador a isca, e ai entra nossa regra. Conte mentalmente até três, e vá carregando a ponta da vara enquanto isso, ou seja, dê um pouco de linha e fisgue.

Tal delay entre a batida e a ferrada aumentará muito as possibilidades de acerto, pois assim não retiramos de pronto a isca da boca do peixe.

Outra dica associada a esta regra é fisgar de baixo para cima, pois assim facilitará a entrada do anzol, já que ele esta virado para cima.

Essa dificuldade é muito comum, e estes pequenos detalhes são fundamentais para melhorar o desempenho das fisgadas, é o momento de se ter manha e calma, um pouco de sensibilidade para entendermos os movimentos mais apropriados, e assim aumentar os acertos.

Texto: Guilherme Monteiro (Colaborador da Revista Pesca & Companhia e Pro Team Pesca Pinheiros)
Foto: Rafael Melo

 


 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *